Entenda porque a importação pode ser mais vantajoso do que parece!


Dentre as inúmeras oportunidades de mercado que surgem com potencial nos últimos anos, a Importação para Venda é sem dúvida uma das mais promissoras.

Infelizmente, ainda somos um país com diversos problemas estruturais e econômicos que impedem que os produtos nacionais sejam produzidos com menos capital ou com mais qualidade, que por fim possam ser competitivos com os produtos importados.

Porém, quando damos um primeiro olhar no negócio de Importação, ter preços realmente mais baixos – às vezes até 7 vezes menores – é a primeira grande vantagem que impressiona.

Mas será que ela é a única? Vamos falar sobre este negócio e porque a importação pode ser mais vantajoso do que parece.

01 – Venda de produtos sem concorrentes nacionais

Este é um dos aspectos mais vantajosos. Você pode encontrar diversos produtos que não tem concorrentes nacionais.

Muitos deles tem similares no Brasil, em termos das funcionalidades – executam as mesmas tarefas – porém com qualidade de resultado inferior. Em outros casos, não há um similar, mas há um público disposto a pagar pelo importado com mais recursos.

Isto acontece especialmente nos artigos de luxo, onde o status da exclusividade também é um fator decisivo de compra.

02 – Alta competitividade no exterior impactando nos preços

O mercado internacional surpreende em dinamismo e competição até o mais experiente dos comerciantes brasileiros.

É um número cada vez maior de países que investem em tecnologia de ponta para gerar produção que será comprada pelo mundo todo – e com uma carga tributária muito menor que a nossa.

O resultado: preços sempre menores, pelas tecnologias de custo menor e pela quantidade de concorrentes. Há até mesmo quem não produz mas facilita a entrada para tornar-se exportador e gerar uma balança comercial positiva com grandes incentivos fiscais.

03 – Diversidade e versatilidade de produtos

Com a importação, você pode encontrar todo tipo de produto, e não precisa prender-se a um leque de opções.

Você pode começar importando eletrônicos e com o tempo descobrir potencial para artigos de beleza, ou esportivos. Pode decidir vender todos ou aos poucos desligar-se de uma linha e focar em outras.

É importante ressaltar que isto mexe decisivamente no seu posicionamento como marca de Importador para o público consumidor, então devem ser decisões tomadas com um estudo de imagem bem estruturado.

04 – Diferencial de imagem

Em que pese algumas grandes marcas terem investido no país com suas fábricas, os produtos importados ainda gozam – e com justiça – de uma imagem de serem tecnologicamente superiores.

Algumas marcas mundiais, inclusive, não produzem aqui a primeira linha de seus produtos, porque seriam caros demais até para as classes mais altas, depois de todos os custos e impostos agregados.

Então vender produtos importados traz uma imagem de competitividade para o seu negócio, de estar nos melhores mercados, que atrai o olhar dos consumidores mais atentos e exigentes.

Por este motivo, é essencial também escolher bem os produtos (e rever também) para que eles alcancem este público-alvo que compra a ideia de ter produtos melhores, às vezes esperando mais por eles mas satisfeitos.

05 – A alternativa do Dropshipping

Este recurso é excelente para aquelas vendas de alto valor agregado para as quais não queremos ou não devemos fazer estoque – valor alto, giro baixo.

Você recebe a encomenda de seu cliente e, a partir do pagamento dele, faz o pedido no fornecedor que, ao invés de enviar o produto para a sua loja, remete diretamente para o consumidor final.

Isto cria uma economia de custo de frete (eliminando a vinda até o seu negócio) e de tempo, com uma viagem apenas, sem depender da sua logística no segundo trecho. Pode representar uma margem adicional – ou um preço melhor de venda – muito boa, ajudando a fechar negócios.

 

Se você acha que esse ramo é realmente vantajoso, acesse https://academiadosimportadores.com e confira mais dicas lucrativas.